30.12.08

Restaurante Acrópolis - Inesquecível













































Muita gente que mal me conhece vai logo me chamando de "INESquecível", acho simpático, mas pouco criativo, por motivos óbvios. Aliás, ultimamente andaria mais para "esquecível", se a palavra existisse. Ou melhor ainda, agora no presente porque é fato, ando mesmo é esquecida. Abandonada, já que a intenção deste post é ser dramática. Abandonada em Brasília, meu mais recente porto, e esquecida por todos na Cidade Marvilhosa, snif!



Agora sim, vamos ao que interessa. Sem dramas, que o relato não exige, mas com uma certa dramaticidade, se é que o leitor me entende. A dose de dramaticidade que uma refeição num restaurante chamado "Acrópolis - A Cozinha do Olimpo" pede. Porque uma vez lá dentro, prepare-se para chorar - de alegria. Vá até a janela de sonhos, vitrine dos seus desejos mais deliciosos, e escolha entre a mussaká (meu prato preferido no restaurante), a lula recheada com polvo ao vinho e risoto de frutos do mar e outros pratos igualmente maravilhosos - vá por mim, aposte na mussaká, derrete na boca. Peça uma cerveja grega amarga (Mythos) e chore, chore bastante porque você nunca terá sentido tamanha emoção. Espero que antes tenha pedido a entradinha de polvo ao vinagrete e pastinha de berinjela e de alho, além de azeitonas (gregas?) pretas e gigantes. Enquanto você come tentando enxugar as lágrimas, admire as estrelas e outras dezenas de classificações, quase todas nos topos dos rankings, que "o restaurante grego mais antigo, tradicional e conhecido de São Paulo" (http://www.restauranteacropoles.com.br/), inaugurado em 1959 no também antigo, tradicional e conhecido bairro do Bom Retiro, já mereceu. Inesquecível.


Rua da Graça, 364, Bom Retiro, São Paulo
Telefone: (11) 3223-4386

Horário: 2ª a Domingo - 06h30 à 23h30
OBS. Acrópolis é grafado com "i" na porta do lugar, e com "e" no site oficial.

Um comentário:

carlinhos de lima disse...

Já que estás em Brasília, todo cuidado é pouco...

Ai tem uma padaria FENOMENAL (esqueci o nome mas o povo dai deve te dizer onde é). Passei apenas cinco minutos desesperados lá dentro à caminho do aeroporto...

Compre, coma e depois chore de alegria...