12.4.10

Salve o Zé do Pipo - porque não há originalidade possível


Opa! Finalmente, depois de um bom tempo, segue uma receita desta que vos fala - ou melhor, como diz minha grande amiga Josi, dona do Pastifício Dell'Amore, em se tratando de receita de bacalhau, é difícil não cair na mesmice. Se a mestre-cuca diz isso, eu, amadora que sou, não posso pedir desculpas por não haver originalidade possível em relação ao meu bacalhau de Páscoa. Portanto, sai um Zé do Pipo quentinho, do jeitinho que preparei.

- 900g de lombo de bacalhau seco dessalgado
- cerca de 1,5 de batatas (será que foi tudo isso? tenho dúvidas...)
- maionese (meio pote daqueles grandes). Aqui usamos uma natureba e feita com óleo de girassol, deliciosa.
- salsinha
- cebolas (bastante, cerca de 5)
- alho (uns três ou quatro dentes)
- 1 litro de leite
- manteiga, azeite
- sal, pimenta, obviamente
- iogurte, se quiser

Well, Manoel. Refogue a cebola e o alho em manteiga e azeite, sal, pimenta do reino. Deixe que ela caramelize, se bronzeie, ganhe aquele dourado cheio de promessa. Reserve. Cozinhe o fiel amigo 'baca' no leite. É rápido, não deixe o bichinho se despedaçar todo. Depois, tire as espinhas, as pelinhas e desmanche-o em lascas. Misture com a cebola, mas não leve ao fogo. As batatas, que você cozinhou e tirou as cascas (depois de cozidas) enquanto fazia tudo isso, agora vão para o mesmo leite. Deixe lá no fogo, para ficarem bem macias, porque você vai amassá-las. Faça um purê com manteiga e o mesmo leite. Dê uma temperada na maionese: pimenta, salsinha, azeitonas. Misturei um pouco de iogurte orgânico desnatado para que ficasse um pouco mais 'azedinha' e fluida, você pode tentar o mesmo. Tudo pronto, monte o prato numa travessa que vá ao forno: azeite, uma base fina de purê, bacalhau com a cebolas, maionese, e purê de novo, agora para fechar a tampa. A camadinha crocante em cima é garantida por uma leve barrada de maionese. Forno (rápido, coisa de 10, 15 minutos, para que mantenha a cremosidade). E 'já está', como dizem os nossos amigos (por)'tugas'. Acho que o segredo da receita é um purê cremoso, nada daquela coisa dura. Mande brasa.
* Alô, Fabiana! Você não tinha pedido uma outra receita? Aí está!

11 comentários:

pastifício dell'amore disse...

Querida anastácia, me parece que ficou muito bom esse zé do pipo...

carlinhos de lima disse...

Para mim, bacalhau sempre será bacalhau. Por pior que seja a forma de fazê-lo nunca será ruim.

Peregrino Moderno disse...

Anastácia, que delícia!

falks disse...

Ooooiii prima!!!!Difícil encontrar vcs hem!!! Como estão as coisas? Bom...serei breve, como sempre. Minha mãe está precisando falar com vcs sobre assunto urgente. Se tiver um telefone para contato e pder me passar, meu email é falksjr@hotmail.com. Obrigado. Beijão.

Lívia Alves disse...

Concordo com o Carlinhos!
Apesar que este aí deve tá bom demais...pelas fotos dá água na boca!
Bjkas.

Wservir disse...

Boa tarde,

O seu blog / Site chamou a atenção dos nossos colaboradores pela qualidade das suas receitas.

Ficaríamos muito gratos se você regista-se o seu site / blog no Petitchef.com.

Ptitchef é um diretório com as melhores referências de sites de cozinha na web. Centenas de blogs espalhados pelo mundo já estão registados, aproveite para conhecer o site Ptitchef.(www.ptitchef.com ou http://pt.petitchef.com)

Neste momento contamos com mais de 150 000 visitantes por dia e enviamos mais de 200 000 emails com o menu do dia, se adicionar o seu site / blog e colocar a nossa TAG no seu site poderá receber milhares de visitantes, esperamos a sua inscrição.

Para se inscrever no Petitchef clique aquí http://pt.petitchef.com/?obj=front&action=site_ajout_form ou no link http://pt.petitchef.com e clique em "Adicionar o seu blog-site" sobre a barra laranja.


Se já se encontra registado no Petitchef, agradecemos a sua participação e pedimos-lhe o favor de nos ajudar a divulgar este site pelos seus amigos.


Atentamente,

Octávio
Ptitchef.com

Fabiano Dalla Bona disse...

Anastácia querida, você foi pra Portugal e eu vim pro Rio de Janeiro. Veja só. Aproveita e dá uma olhada no meu blog: http://cozinhaeliteratura.blogspot.com/
Beijos do Fabiano

Cassio Barros disse...

Olá, Anastácia!
Fiquei com água na boca com essa sua receita e a "cara" do prato fala muito sobre o quão gostoso deve ter ficado. Hoje mesmo vou dessalgar o bacalhau que tenho em casa.
Abraço,
Cassio Barros
http://www.entretemperosepalavras.blogspot.com

Anônimo disse...

Inês , li seu post sobre queijo , que você gosta também de requeijão. Sou das Gerais e tenho uma receita bem caseira pra se fazer requeijão ...Se quiser , me avisa , tá bem ?Um abraço ...

Anônimo disse...

Só está dando pra enviar comentários anônimo .
Meu email cidangelino@yahoo.com.br

Um abraço ...

Shapalmas disse...

Olá...hoje mesmo falei com meu esposo que estava com vontade de comer Bacalhau a Ze do Pipo,que eu comia de vez em quando no restaurante portugues que eu trabalhava...e quando vim conhecer seu blog,dei de cara com duas coisas que eu adoro...Alcione e ...bacalhau a Ze do Pipo....claro que já virei fa e seguidora né...rsss
Então...volto em breve!!!

Beijinhos e até logo.

http://viramexeefaz.blogspot.com

Sharon