25.8.08

Magret de canard au sauce poivre





Com a palavra, Josi Basso, a mestra sobre a qual falei no último post. Mais uma colaboração do casal mais querido do Brasil:

"Sabe aquelas degustações que você nunca imagina fazer em casa, com suas próprias mãos e habilidades culinárias nem tanto sofisticadas? Pois bem, tudo é mais simples do que se imagina quando temos amor pela arte de manusear alimentos e, principalmente, comer bem. Pois bem, este final de semana, além de produzir massas para o Pastifício Del’amore, decidimos comer um prato delicado, bem feito e, em casa:

Magret de Canard au sauce poivre
250 ml de molho poivre*
30 ml de óleo
01 peito de pato (dobramos a receita e fizemos dois peitos, afinal não é todo dia que se come peito de pato em casa)
02 colheres de sal (chá) Molho Poivre
2 colheres (sopa) de pimenta verde
50g de manteiga
1 cebola média picadinha
½ dose de conhaque (usamos uma dose da tradicional cachaça)
500 ml de demi-glacê (dá trabalho fazer, mas depois que descobre que é o segredo dos seus molhos nunca mais vai ter preguiça de elaborá-lo, principalmente porque pode fazer em grandes quantidades usufruindo quando menos planeja).

Acompanhamento
Quatro batatas médias, cortadas em rodelas médias, e cozidas ao dente.
Assim que cozidas, reserve-as em água fria. Aquecer 50 g de manteiga, escorrer bem as batatas, dourá-las na manteiga com um punhado de salsinha cortada grosseiramente. Reserve, pois o pato é muito rápido de preparar, e as batatas devem ser gratinadas enquanto prepara a ave para servir tudo ao ponto e ao mesmo tempo

Molho poivre
Aqueça a panela, derreta a manteiga até espumar, acrescente a pimenta verde (Obs. Antes de colocá-la, aperte 50% dela com o cabo de uma faca. O sabor da pimenta vai se acentuar). Aqueça bem. Jogue a pinga e flambe. Coloque o demi-glacê (de caldo de vitela). Ferva três minutos e desligue.

Preparo do Magret
Ligue o forno e deixe bastante aquecido. Faça cortes em losangulos ba gordura do pato. Cortes rasos, com a ponta de uma faca bem afiada. Tempere com sal e pimenta moída na hora. Aqueça a frigideira, depois o óleo e coloque o peito com a gordura para baixo. Frite bem até dourar e a gordura derreter, enquanto isso, você vai dourando a parte de cima jogando a gordura quente, da própria ave, até perder o tom de carne crua. Retire do fogo, coloque numa forma e deixe por 3 minutos no máximo.Corte-os em fatias bem finas, preservando a gordura (como se fosse a nossa grandiosa picanha)Disponha no prato, guarnecidas das batatas e do molho poivre.

4 comentários:

JuVilas disse...

Que adulta essa receita, meu! Será que um dia eu conseguiria fazer? melhor confiar as panelas às pequenas pássaras - minhas esperanças - e à Criomana, claro. Que sempre dominou essa área lá de casa, né? Só que agora... Snif! Triste... beijos, te amo
Ju

pastificio dell'amore disse...

Inezita querida, o magred de canard lhe aguarda ansiosamente aqui no pastifício

Mão na Massa disse...

Olá

Só para avisar que as incrições para o desafio entre blogues para o mês de Setembro estão abertas.

Vamos lá!

www.maonamassablogue.blogspot.com

JuVilas disse...

amo os posts com títulos de nomes de pratos em francês. Sem querer, fico tentanto pronunciar mentalmente qdo venho fuçar aqui. ahahahahahaha!