31.1.07

O Mercado do Bolhão





Se pudesse, eu não saía de dentro deste Mercado. A ala sul foi desocupada há alguna anos porque, dizem os técnicos, pode cair a qualquer momento. Visivelmente degradado, restam apenas 117 comerciantes no prédio belíssimo de arquitetura neoclássica erguido em 1850 -- no mesmo lugar onde já havia um antigo mercado. Ainda assim, é possível se divertir bastante lá dentro. Senhoras portuguesas baixinhas, gordinhas, de roupas sobrepostas e aventais, bigodes, vendem peixes, legumes, verduras, galinhas vivas, pássaros, flores, artesanatos, pães, temperos... e azeitonas e tremoços, claro. O prédio tem três andares e um vão central, onde ficam as barracas. A prefeitura tem três opções para o Mercado: tranformá-lo em hotel ou manter a estrutura atual embaixo e desarrumar tudo em cima para abrigar restaurantes. Mas pensar em reformar mesmo, nada. Pelo menos ainda está lá, não foi demolido como fizeram com o Mercado Municipal do Rio de Janeiro - que, aliás, provavelmente era maior e mais bonito...

2 comentários:

capim rosa chá disse...

essas três fotos revelam mais da inês do que ela mesma.

Anônimo disse...

Os seus comentários são xenófobos!!!!