20.4.07

Frango com Quiabo da Josie




Alguém me rogou uma praga, porque não é possível. Só elogio as mãos mágicas da mineirada na cozinha e tal, mas dei azar na Semana Santa, quando estive em Ouro Preto. Não comi nada muito bom. Enfim. Como não sou masoquista, estou tentando esquecer o que aconteceu. E para remediar minha frustração, convoquei uma das mineiras mais tímidas que eu conheço, minha amiga, repórter investigativa do primeiro time, intelectual, consultora para assuntos de comida caseira e conselheira sentimental nas horas vagas: Josie Jeronimo. Precisei entrevistar a Josie para saber como ela prepara o frango com quiabo, caso contrário ela ia enrolar para burro e não me entregaria nada. É que a timidez da Josie é tão grande que, às vezes, quando vejo um buraco na rua, penso que ela pode estar dentro. Aliás, a trilha sonora da moça é a seguinte, prestenção: "Por ser de lá / Do sertão, lá do serrado / Lá do interior do mato / Da catinga, do roçado / Eu quase não saio / Eu quase não tenho amigos / Eu quase que não consigo / Ficar na cidade sem vivier contrariado...", do Gil, saca? Como eu gostaria de apresentar esta moça para o mundo inteiro mas, infelizmente, não posso, desisti do formato receita, básico, e resolvi transcrever aqui nosso diálogo virtual todo, sem cortes (ok, só alguns poucos). Assim, mostro um pouco mais da jornalista furona e vocês aprendem na fonte como se faz o melhor frango com quiabo do mundo (deve ser, repara só). Se ela não me matar depois disso, daqui a pouco escrevo mais. (Ah, como a Josie nunca preparou este frango para mim, não temos fotos. Estas são de franguinhos "genéricos")

eu: como você faz o frango com quiabo?
josie: bem, primeira coisa, sabe escolher quiabo?
eu: sei, opa! quebrando o rabinho...
josie: ah, garota! o frango caipira é cortado nas juntas, tipo corte cirúrgico, saca? Mas escolher bem o quiabo é o mais importante. Quiabo velho é uma merda.
eu: hummm
josie: como você tempera o frango?
eu: eu é que pergunto! como eu tempero não interessa!
josie: bem, eu tempero assim (tô me sentindo)
eu: sinta-se!
josie: uma cabeça de alho, cinco pimentas malaguetas, duas colheres de sal e algumas folhinhas de sálvia, tudo bem amassado. Tô falando muita besteira?
eu: menos Josie, menos.
josie: claro, primeiro tem que jogar água fervendo no frango. Coloque os pedaços numa bacia, joga água e deixa uns 10 minutos. Depois, amassa os temperos e esfrega sensualmente no frango eu: opa! Por que água fervendo?
josie: depois joga a água fora, tira as peles do frango e passa o tempero. Porque frango é uma parada nojenta, a água tira a gosma (adoro essa palavra) e o cheiro ruim. Passa o tempero e deixa por uns 20 minutos. Coloque um pouco de óleo em uma panela grande e deixe esquentar. Joga o frango e tampa. Se tiver tempo, o melhor é fogo médio. Não é legal jogar água na panela. os mineiros dizem que o frango tem que “suar”
eu: hummm, sei.
josie: fica suando até cozinhar. Se grudar no fundo, pinga água. Essa é a parte mais demorada, porque o frango precisa cozinhar bem, ficar com um aspecto de quase desfiado, quase soltando do osso, saca?
eu: entendi
josie: quando estiver cozido, acrescente os ingredientes do molho, que eu faço com tomate sem pele, cebola e pimentão verde
eu: na mesma panela?
josie: joga a cebola picadinha, pequena, primeiro, depois o tomate e por ultimo o pimentão. Na mesma panela, porque ela fica com um pouco da gordura do frango. Mas se tiver muita gordura, jogue fora
eu: sem tirar o frango?
josie: deixa o frango lá. Quando o tomate estiver desmanchando, coloque água, uns 200 ou 300 ml. Quando o molho, com o frango boiando, estiver com uma certa consistência, coloca o quiabo. Mas, atenção: mineiro não pica quiabo em pedaço grande, não. No Rio, o pessoal tem mania de partir ao meio. Lá, o quiabo não tem mais que 2 cm, não. Jogue ele lá dentro. Para meio litro de molho, 400g de quiabo, mais ou menos. O tomate tem a função estratégica de fazer com que o quiabo não babe (eu não gosto de quiabo babando). Se babar mesmo assim, coloque massa de tomate ou algumas gotas de vinagre ou limão. Só que, se colocar vinagre, o quiabo não fica verdinho. Fica escuro.
eu: é mesmo? E a baba vai embora?
josie: mas com molho de tomate é difícil babar. Ah, esqueci de dizer como se lava o quiabo.
um por um e, antes de cortar, tem que enxugar em um pano de prato limpo, um por um também. Se cortar molhado, baba mais. E tira a cabeça e a bundinha do quiabo. (cara, que papo surreal). Voltando à panela
eu: Hahahahahahaha. Tá ótimo
josie: o quiabo ferve no molho por uns 10 minutos. Tem que ficar macio, mas sem desmanchar. Prove pra ver se está bom de sal. o tempero do frango, às vezes, é pouco. Por isso é importante fazer o tempero com mais alho e menos sal, pra não perder o ponto. Vai acrescentando sal aos poucos, durante o preparo do molho. E está pronto.
eu: deve ser sensacional. E o acompanhamento?
josie: o tradicional é com angu, arroz branco e feijão carioquinha (o marrom). E o angu é feito sem tempero, importante dizer.
eu: e pra beber? Cachaça?
josie: só, né? rsrsrs
eu: cachacinha, né?
josie: combina muito. Cara, viajei, né? Pô, eu gosto muito de frango com quiabo,
mas sou mineira, não conta.

6 comentários:

Josie disse...

Inesita, eu não sou tímida, não. Sou sistemática, é diferente. Quando eu me mudar, vou preparar um almoço mineiro (to prometendo há séculos, né). Amiga, adorei!

Beijão!

Ines Garçoni disse...

pára de me remendá! é tímida, sim, e teimosa... ninguém merece...

marianã disse...

tímida, teimosa, e, com mais uns dois ou tres, das melhores pessoas que conheço

Marcello disse...

Esfregar o frango sensualmente...sem baba, com baba...Sei não...

Ines Garçoni disse...

gazza do céu... tu é um pervertido merrrmo, tá lôco. e só faltou tu no mercado sabadão, mané!

Anônimo disse...

AI!!!! QUE FRANGUINHO COM QUIABO GOSTOSO.........MIL BEIJOS CLEUSA !!!!!!