16.2.07

O salsichão da Rozane




Não era para ser, mas acabou virando uma homenagem à minha amiga Rozane, que morou em Praga e me confessou que era apaixonada pelos salsichões de rua da cidade. E não só ela, pelo jeito. As barracas fazem um sucesso danado. A moça não pára de enfiar salsinha no pão, uma atrás da outra. E pergunta, num inglês cheio de sotaque: "Cátchãp? Mástard? Ónión?" Aí o sujeito tem que ir respodendo, e rápido, porque ela não tá de brincadeira. E logo joga o pão imenso com um salsichão imenso na sua frente e manda qualquer coisa em tcheco que certamente quer dizer "Próximo!" E lá vai ela meter mais uma no pão. Antes, claro, o sujeito precisa escolher. Há oito varidades de salsichas, com a devida inscrição na tabuleta, em tcheco, inglês e alemão. Não ajuda muito.


Tracei a mais incompreensível delas, exatamente por isso. Dizia "Wenceslas dfjsfkjrfj", em tcheco. E em inglês, embaixo: "Wenceslau sausage". Ou seja, salsicha Wenceslau. Ah, não diga. Vai essa mesmo, please. Paguei os míseros 40 Koronys - 1 euro e uns quebrados. A moça quase arrancou da minha mão a moedinha que eu buscava no meio das outras: "This one is fifty". Toma aqui dez de troco e sai da minha frente, querida. "Próximo!"


Salsichão gigante, com bastante mostarda e cebola, saboroso e tal. Já tinha comido desses na Alemanha. Fiquei satisfeita quase uma tarde inteira, e joguei fora uns pedaços de pão, que é ainda maior que o recheio. Como diz minha avó, me regalei.
Ah, sim. Já ia me esquecendo. O copo na foto está cheio de vinho quente, ou hot wine, como eles dizem aqui para facilitar a vida dos turistas. É execelente. Melhor até que o salsichão, já que o mais importante, às vezes, é espantar o frio primeiro para depois comer. Para os paranaenses, é o nosso bom e velho quentão. (Mas para o outros, não. Quentão em São Paulo é uma cachaça quente com canela e tal. Naquelas bandas, isso aí é vinho quente mesmo)

Um comentário:

Marcello disse...

Não tinha o famoso salsichão da Proschaska, mané? Com tanto salsichão, essa cidade tinha que se chamar Pregas....

Muitos beijos....
Gazza