15.3.07

Noix de Saint Jacques


Sem sombra de dúvida, as duas novidades (para mim, óbvio, que ainda sou ignorante) que mais me encantaram na última viagem foram as noix de Saint Jaques, na França, e o Choco, em Portugal. Falemos da primeira, que na foto aparece empanada e frita, presença marcante nos restaurantes chinois dos quais já falei aqui. Trata-se do molusco mais saboroso que já provei na vida - sei, sei, eu sou exagerada, mas desta vez é mesmo verdade. A carninha branca e redondinha, chamada de noix, vem dentro das coquilles Saint-Jacques, conchas como aquelas que a Shell usa como símbolo. As conchas servem só para servir, claro, e eu não fui servida em nenhuma delas. Olha, gente, é de comer rezando. Fiquei apaixonada. Mas nem lá na França é baratiiiiiinho. Depois, num restaurante no Centre Pompidou, tracei um prato de seis noix grelhadas com molho de limão. Deliciosa também. Mas acho que prefiro a noix versão trash, gordurosa e engordativa do chinês.

3 comentários:

Ju Rocha disse...

Cara, fiquei com desejo de comer Noix de Saint Jacques, vou ter que parar de ler seu blog...

Anônimo disse...

Em Portugal chamamos-lhes vieiras.
E foi em Portugal, ao apanhar uma dessas conchas numa praia, que Calouste Gulbenkian escolheu o nome Shell para a sua companhia petrolífera.
Manuela

Anônimo disse...

necessario verificar:)